[ Serial Killers ] O Estudo Oficial


   Vamos começar mais um debate sobre a coluna de serial killers do blog, desta vez iremos mais ao fundo usando o exemplar  Louco ou Cruel? primeiro volume da série Arquivos Serial Killers publicado pela DarkSide Books com o selo Crimes Scenes.
  Ilana nos aprofunda ainda mais com casos reais e fatos desconhecidos, ou até então pouco apresentado na literatura, com base em seus estudos e pesquisas somos jogados na visão cruel e sádica de muitos assassinos em série, mas este debate, essa matéria não os abordarei, mas sim deixarei explicações lógicas e dados comprovados dos serial-killers no mundo, acompanhe mais uma vez o mundo sombrio que existe dentro de cada um deles.
   O termo Serial Killer é recente, foi usado em 1970 por Robert Ressler agente do FBI que estudava assassinos em série, desde então a unidade do FBI chamada Behavioral Sciences Unit (sigla BSU - tradução de Unidade de Ciência Comportamental) deu continuidade ao seu trabalho com o psiquiatra James Brussell pioneiro no estudo da mente de criminosos.
  Pense da seguinte forma, assim como eu, eles tiveram a curiosidade de entrar na mente dos maiores serial killers do mundo, procurando compreender o que os impulsionava a matar, afinal o que se esconde por trás de tanta crueldade.
  Segundo estudiosos para se considerar um serial killer é preciso cometer dois assassinatos, outros acreditam que precisa-se de quatro vitimas para ele se qualificar como tal.
   Um exemplo de serial killer que vamos conhecer futuramente é o caso do Chico Picadinho, Francisco da Costa Rocha é um assassino em série brasileiro que foi considerado um serial pela quantidade de brutalidade e frieza nas mortes, veja ele como exemplo do primeiro caso, teve dois assassinatos na ficha criminal (até então conhecidos), mas o índice de crueldade e frieza ao esquartejar ambas fez com que o considerassem um assassino em série, isso aconteceu entre 1966 e 1976, a diferença dos anos é que em 1966 com sua primeira vitima ele foi descoberto e preso, saindo apenas anos depois cometendo o segundo crime em 1976. Até hoje continua preso por medo de soltarem o individuo e este voltar a cometer crimes, então varia muito de cada caso para poderem compreender melhor.

   Voltarei aos casos brasileiros ao analisar o segundo livro da Ilana, lembrando que essa coluna e as matérias apresentadas não condizem com resenhas literárias, mas como estudo psicológico e criminal.
    Os serial killers são divididos em quatro tipos, assim como temos as categorias "organizados" e "desorganizados", geograficamente estáveis ou não. Apesar de serem classificados de tais formas, todos tem um denominador comum, o sadismo.

  Percebem que cada fase se completa, é um ciclo sem fim, até que finalmente o serial killer é pego ou morto, pois irá se repetir incessantemente esses seis níveis, até que a sede de matar aumente e não seja apenas uma, mas várias vítimas em pouco tempo, afinal com a euforia o tempo pode ser mais curto e os danos incalculáveis.
  No mundo temos todos os tipos de serial killers possíveis e você acreditando ou não, eles existem, por isso a cada passo que damos para aprender mais podemos nos prevenir que algo aconteça reconhecendo-os, cada publicação feita no blog, serve para estudo e observação, afinal muitos acham que são mitos, mas são reais e podem estar perto de vocês.
  Aguardem mais debates nas próximas matérias referentes a eles.

5 comentários

  1. Respostas
    1. Confira as outras matérias da coluna
      Xoxo

      Excluir
  2. Amooo a Ilana e acho ela muito F*** !!!!! Estou lendo os livros e eu AMEI o post!!

    ResponderExcluir
  3. Olá,
    Tenho que perguntar... só isso, quero mais Kammy, pode começar a escrever, e quero saber sobre tudo na entrevista com a Ilana. Adorei o estudo.
    Posso fazer um pedido, pode fazer uma matéria sobre a profissão de profiler, como é a formação, onde trabalha, como trabalha, quais os processos, é reconhecida, há algum profissional da área que conhecemos... etc, sei que é muito, mas também sei que você é apaixonada por isso, então queria ler um texto seu.

    ResponderExcluir
  4. Menina adorei teu post! O tema serial killer é meu queridinho já tem tem algum tempo, pois o artigo científico que estou desenvolvendo é sobre esse tema! Então estou “devorando” livros dessa temática ❤️

    ResponderExcluir